"Machismo mata", diz Eliana em discurso contra a violência doméstica

Em vídeo, comunicadora fala da triste situação da mulher brasileira


"Jamais vou me calar, por isso aí vai o meu protesto: machismo mata”, disse Eliana durante a premiação Sorriso do Bem, realizada em 28 de outubro, em São Paulo. Na ocasião, a comunicadora fez um discurso emocionado ao falar da situação da mulher no Brasil.

O assunto, sempre atual, ganha ainda mais contundência nesta segunda-feira (25), quando é celebrado o Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher. “Há cinco anos surgiu uma lei, a Lei Maria da Penha, para proteger as mulheres e punir os homens. Ela ficou bem popular, mas estatisticamente não resultou em muito: as mulheres continuam a ser agredidas, torturadas e mortas”, lembrou a comunicadora, frisando o papel da educação no combate à violência. “Como mãe, eu fico muito preocupada se poderemos deixar um mundo melhor para nossos filhos. Ainda acredito, mas se não conseguirmos deixar um mundo melhor para os nossos filhos, que a gente deixe filhos melhores para o mundo”, disse.

Eliana foi chamada ao palco para falar de um projeto específico para ajudar vítimas da violência doméstica. “Me emociono muito como mulher e como mãe ao ver o projeto Apolônias do Bem, que foi lançado ano passado e oferece tratamento odontológico a mulheres que sofreram violência doméstica, mulheres que por conta dessa violência perderam a capacidade de sorrir”, falou ela, frisando que mais de 400 mulheres já foram atendidas. “Além de resgatarem a estética, elas resgataram o sorriso da alma, a feminilidade e a dignidade”

Quer assistir ao discurso completo? Clique no vídeo acima.

Para denunciar casos de violência contra a mulher, disque 180.

Redação DaquiDali
© Copyright 2015. Website by Eliana Life