Eliana contra câncer de mama


Personalidades femininas de todo o país, como a empresária Ines Carvalho, de Salvador, a jornalista Ana Paula Padrão, a apresentadora Eliana, a atriz Mylla Christie e a jogadora de vôlei Virna participam, a partir deste mês, da Campanha Nacional Dia Rosa, contra o câncer de mama, evento organizado pela Roche, com o apoio da Sociedade Brasileira de Mastologia, Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica, Instituto Oncoguia e Femama.

Salvador foi escolhida para o lançamento nacional da Campanha Dia Rosa, que ocorreu ontem. O evento, organizado pela madrinha da Campanha na cidade, Ines Carvalho, contou com a assinatura de um protocolo de intenções das atividades que serão realizadas dentro da Campanha Dia Rosa com a Prefeitura municipal, no Auditório da Fundação José Silveira. O protocolo inclui também o acordo para a Iluminação do Elevador Lacerda, símbolo da cidade, durante todo o mês de outubro.

Após a assinatura do protocolo, Luciana Holtz apresentou para autoridades da área de saúde, médicos, comunidade e imprensa convidada, a palestra “O Meu dia Rosa - Câncer de Mama e a importância da Mamografia”, seguida da exibição do videodocumentário da Campanha.

A Campanha Dia Rosa faz parte do movimento internacional Outubro Rosa, que busca conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama e do acesso ao tratamento em todo o mundo. A iniciativa surgiu na Califórnia, em 1997, e ganhou o mundo ao iluminar com holofotes cor-de-rosa monumentos como a Torre de Pisa, na Itália, e o Arco do Triunfo, na França.

No Brasil, a Campanha Dia Rosa tem o objetivo de conscientizar todas as mulheres, com idade a partir dos 40 anos, da necessidade de se reservar um dia por ano para seu exame de mamografia, a principal aliada contra o câncer de mama no país.

O câncer de mama é o segundo tipo da doença mais frequente no mundo. No Brasil, é o câncer que mais leva as mulheres à morte, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca). O melhor exame para detectar o nódulo em fase inicial é a mamografia e, se o diagnóstico é feito no início da doença, a chance de cura é de 95%.

“Estima-se que em torno de 25 milhões de mulheres no mundo serão diagnosticadas com câncer de mama nos próximos 25 anos e que mais de 10 milhões podem morrer neste período”, afirma Luciana Holtz, presidente do Instituto Oncoguia.

“No Brasil, a cada hora, são 6 novos diagnósticos e cerca de ¼ das mulheres diagnosticadas têm menos que 50 anos”, salienta a presidente do instituto de combate ao câncer. As principais barreiras para o combate à doença são desinformação, medo, preconceito, acesso difícil ao diagnóstico, infraestrutura insuficiente e falta de capacitação profissional.

“São essas barreiras que a Campanha Dia Rosa pretende derrubar, por isso precisamos do apoio de todas as mulheres”, completa Luciana.

A Campanha Dia Rosa possui uma madrinha em cada uma das principais capitais brasileiras, que é responsável por ativar ações de conscientização sobre a importância da mamografia, o que inclui palestras de conscientização em empresas e locais públicos, eventos para exibição de videodocumentário e fotos, além da iluminação de monumentos públicos.
Nota publicada por Portal do Beirú em 17/08/2010
© Copyright 2015. Website by Eliana Life